Páginas

segunda-feira, abril 12, 2010

CULTURA? Carlos Vereza

"Quando ouço falar em cultura, sinto vontade de puxar o revólver" (Goebbels, ministro de Propaganda do III Reich)

Por que os ditadores e governantes com tendências autoritárias odeiam a cultura e os significados que ela expressa? De acordo com o senso comum, "cultura seria tudo o que é produzido pelo homem, o que o difere dos animais".

Poderíamos ampliar a definição e sugerir que cultura abrange desde o pensamento filosófico mais sofisticado até as manifestações mais populares, como literatura de cordel, procissões religiosas, carnaval, internet, todos os meios de comunicação, etc.

Acredito que cultura define o rosto de um país e só pode manifestar-se em toda plenitude em regimes democráticos. Diria tambén que cultura é um processo que denota um padrão de significados incorporados aos símbolos de um país e historicamente transmitidos.

Especificamente no Brasil, todas as manifestações culturais - exceto o carnaval e o futebol - encontram-se relegadas a um solene desprezo da parte dos órgãos governamentais.

Motivados por um equívoco ideológico ultrapassado, não se investe em pesquisa de ponta, laboratórios são depredados pelo MST subsidiado pelo governo, o sistema educacional está completamente ultrapassado e um viés arbitrário insinua-se, como o retorno da censura aos meios de comunicação.

Os Goebbels tupiniquins há muito já sacaram suas armas, em ataques verbais sistemáticos à imprensa - como sempre, a vilã da História. Consequentemente, como não existe um projeto de construção de uma nação, com a cidadania resgatada como valor maior, o que nos resta é a eterna frustração de um país condenado a um futuro eternamente adiado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário