Páginas

sexta-feira, abril 16, 2010

Estudo mostra que 15% da população ativa estão à frente de negócios

Mesmo em meio à crise, número de empreendedores avança no Brasil - Wagner Gomes

Apesar da crise econômica, a taxa de empreendorismo no Brasil subiu fortemente em 2009, passando de 12,02% para 15,3% da população economicamente ativa - ou 18,8 milhões de pessoas. É a maior taxa já apurada pela pesquisa Sebrae/Global Entrepeneuship Monitor (GEM), que começou a ser feita em 2001.

O resultado da sondagem, realizada em 54 países, foi puxado pelo número de negócios nascentes, aqueles com até três meses de atividade - que passou de 2,93%, em 2008, para 5,78% no ano passado.

- O brasileiro tende a enxergar na crise uma oportunidade. Nosso país é de empreendedores. Nosso país é de empreendedores, de pessoas que não ficam esperando emprego em grande empresa ou concurso público, quando a situação do mercado de trabalho é complicada - disse o presidente do Sebrae, Paulo Okamotto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário