Páginas

domingo, maio 30, 2010

novo estudo da fgv

Cursos técnicos aumentam salário e chance de emprego


Formação garante remuneração 13% maior, e possibilidade de obter vaga cresce 48%

O salário de um trabalhador com curso superior de tecnólogo, ensino médio técnico ou qualificação profissional em cursos básicos de curta duração (em estética, informática ou turismo, por exemplo) é em média 12,94% maior do que o de uma pessoa sem tais cursos.

Quem investe em educação profissional tem ainda 48,2% mais chances de conseguir emprego, além de uma possibilidade 38% maior de obter uma vaga formal. Os dados são de um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O estudo também mostra que, quanto mais alto o nível de qualificação, maior o diferencial no salário. O rendimento de um trabalhador com graduação de tecnólogo chega a ser 23,3% maior do que quem não tem esse nível. Além disso, com maior formação técnica, cresce a possibilidade de se conseguir uma vaga na área para a qual a pessoa estudou.

"Apenas um grupo seleto chega ao ensino superior. Por isso, a via da educação profissional pode ser um salto", disse Marcelo Neri, responsável pelo estudo.

Retornos mais elevados

Pelo levantamento, o retorno salarial é ainda maior para quem estudou nas instituições ligadas ao sistema S (Senai, Senac, Sebrae), quem cursou aulas noturnas e a distância.

Os cursos técnicos ligados à indústria e à graduação tecnóloga nas áreas de saúde, meio ambiente, construção civil e transporte são os que mais beneficiam os salários.

O setor que mais emprega técnicos é o automobilístico. O Distrito Federal é a unidade da federação que tem a maior proporção desses trabalhadores e a que paga mais a eles.


Fonte: FGV/CPS

(destak sp)

Nenhum comentário:

Postar um comentário