Páginas

sexta-feira, junho 04, 2010

As 6 estratégias da lealdade

Na e-zine da semana passada, perguntamos se lealdade de funcionários existe. Frederick Reichheld, autor do livro Princípios de lealdade: como construir relacionamentos com clientes, fornecedores e funcionários, garante que sim e diz que não há necessidade de temer que talentos saiam da empresa se você fizer a lição de casa direito, trabalhando as seis estratégias da lealdade. Veja o que fazer:
  1. Busque o ganha-ganha – A lealdade de seus melhores profissionais começa no foco e na clareza da missão de sua empresa. A cada dia, surgem novas oportunidades de negócio e possibilidades para sua companhia. Aquelas organizações que se desviam frequentemente do rumo, tentando aproveitar toda e qualquer oportunidade, acabam gerando colaboradores confusos, cujos esforços possivelmente não darão resultados. Funcionários são leais para com as empresas que têm a missão clara e só entram nos negócios com real possibilidade de lucro. Em troca, exija performance. Você deve mostrar aos profissionais que eles têm a possibilidade de alcançar um desempenho extraordinário.
  2. Cuidado ao contratar – Os comportamentos e as atitudes dos seus profissionais atingem diretamente seus produtos, serviços e clientes. Então, certifique-se de que as pessoas se enquadram na sua equipe. Gastar mais alguns dias escolhendo o melhor candidato evita muitas dores de cabeça depois.
  3. Simplifique – O mundo está cada vez mais complexo e as pessoas têm cada vez mais opções. Seu local de trabalho não precisa ser assim. Simplifique as regras da sua equipe, as maneiras de medir a performance. Quanto menos detalhes que tirem o foco do pessoal houver, melhor. As formas de medir a performance devem ser poucas e simples, mas usadas com frequência para que você possa dar feedbacks exatos. Se puder separar as tarefas que não são essenciais e passá-las a um assistente ou a outro departamento, melhor. Prefira também equipes menores, em que todos se conheçam e nas quais não são necessárias tantas regras escritas.
  4. Recompense os resultados corretos – Faça com que suas metas sejam desafiadoras e recompense aqueles funcionários que se superam. Possibilite que a equipe inteira sinta que pode fazer algo muito bom. Tanto a produtividade como a lealdade dos colaboradores aumentam quando eles sentem a possibilidade de receber uma recompensa maior ao se esforçar. E todos os seus incentivos devem estar alinhados nessa norma.
  5. Escute muito e seja direto – Ter uma boa comunicação é uma das bases da lealdade dos funcionários. Existem quatro componentes essenciais na comunicação: escutar, aprender, agir e explicar. Escute o que o profissional tem a dizer, tenha a certeza de que entendeu e aprendeu o que ele disse, aja e explique o motivo da ação.
  6. Seja o modelo – Mostre o que você espera de um colaborador, um profissional leal. Escreva três ou quatro competências que deseja em sua equipe, apresente-as ao grupo e tente desenvolvê-las em si. Vê-lo se desenvolver para o bem da empresa fará com que os colaboradores queiram imitá-lo.
Depois dessas dicas de Frederick Reichheld, você continua achando que lealdade de funcionários não existe, ana?

Cleverson Uliana
Editor da revista Liderança
cleverson@lideraonline.com.br
http://www.twitter.com/cleversonuliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário