Páginas

sexta-feira, junho 04, 2010

(continuação) Orgulho de ser brasileiro assume lugar de destaque

A socióloga do Núcleo de Estudos Populacioansi da Unicamp Elisabete Doria Bilac vê duas explicações para essa valorização do trabalho, que não diferencia classe de renda ou sexo. A primeira está na boa conjuntura econômica. Mais emprego com carteira assinada e salários mais altos criam uma boa relação com o trabalho: - tem o otismista nessa resposta. Além disso, o trabalho identifica o ser humano. Ele é mais respeitado quando trabalha. Essa sensação de prazer até surpreende um pouco, diante do grau de informalidade (mais de 40% são trabalhadores sem carteira assinada) e desproteção no mercado de trabalho.

Outro fator é próprio da sociedade capitalista, com valorização em cima do trabalho. A estabilidade é outro valor fortalecido na vida dos brasileiros. Pela pesquisa, as perguntas que tratam de emprego público, com carteira assinada e o sonho da casa própria identificaram 39% dos entrevistados.

A tradutora Daniela Madruga tem um sonho: conseguir um emprego público. A estabilidade financeira, principalmente depois da aposentadoria no setor público, é mais atraente: - meu trabalho é incerto. Posso ficar dois a três meses sem trabalhar. Isso causa ansiedade.

Conheço pessoas que chegaram à terceira idade e se aposentaram no serviço público e estão tranquilas hoje. Outros, do setor privado, estão passando dificuldades. O marido é servidor público, pela insistência da Daniela. Mas a imprevisibilidade do seu trabalho impede Daniela de estudar para um concurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário