Páginas

sábado, junho 26, 2010

O papel da área de RH na Responsabilidade Social Empresarial - Simone Rosa

O profissional de Recursos Humanos atua como parceiro fundamental, colaborando constantemente nos processos que garantem a manutenção das propostas da empresa no campo da Responsabilidade Social.

A área de Recursos Humanos funciona como setor estratégico não somente buscando formar equipes sintonizadas com a Responsabilidade Social Empresarial, mas dando suporte ao público interno oferecendo-lhe capacitação adequada, promovendo políticas de reconhecimento individual e coletivo, inserindo-o em uma cultura participativa e criativa, onde seja reconhecido o seu valor ao sucesso da organização como um todo.

De acordo com Melo Neto (2004, p.109), como agentes sociais, empregados e seus dependentes desempenham papéis dentro e fora da empresa. Eles se tornam promotores da Responsabilidade Social Corporativa ao trabalharem como voluntários em programas sociais, ao difundirem valores éticos em suas relações com os diversos públicos da empresa, ao assumirem comportamentos sociais responsáveis em seu cotidiano de vida e de trabalho. Eles são porta-vozes da empresa na sociedade e na comunidade.

Ainda segundo este autor, o aumento da produtividade é o maior retorno obtido pela empresa em todo o processo de gestão dos investimentos sociais no seu público interno. Além deste retorno, a empresa socialmente responsável alcança diversos outros tipos de retorno, como por exemplo:

- Retenção de talentos.
- Melhoria na qualidade de vida dos seus empregados.
- Maior integração de vida no trabalho e de sua família e de ambos na comunidade.
- Aumento da auto-estima dos empregados.
- Melhoria no clima organizacional, entre outros.

Na medida em que investe nas pessoas, a empresa transforma-as em seu principal ativo, não apenas humano e intelectual, mas também e, principalmente, social. Na condição de agentes sociais, os empregados socializam e transformam a organização. Suas atitudes e seus comportamentos agregam valores à empresa.

Tendo como base a ética, a responsabilidade social se expressa através dos princípios e dos valores adotados pela organização, sendo importante seguir uma linha de coerência entre ação e discurso.

Neste contexto, pode-se afirmar que a área de Recursos Humanos da empresa pode dar uma contribuição de suma importância gerenciando a Responsabilidade Social interna. Isto é, adotando uma gestão alinhada às práticas de Responsabilidade Social da empresa, promovendo, desta forma, um ambiente organizacional sintonizado com a missão social da organização.

A Responsabilidade Social interna caracteriza o estágio inicial da cidadania empresarial. No entanto, nem sempre é o que ocorre. Muitas empresas cometem o erro de investir somente no gerenciamento externo, causando grave descontentamento entre os funcionários, gerando um quadro conflituoso, de ansiedade e falta de motivação.

A Responsabilidade Social interna tem como foco trabalhar o público interno, desenvolvendo um modelo de gestão baseada no reconhecimento de seus empregados, promovendo uma comunicação transparente e os motivando a alcançar ótimos desempenhos. Este modelo está voltado a ações direcionadas aos empregados e seus dependentes, aos funcionários de empresas contratadas, terceirizadas, fornecedoras e parceiras.

As ações voltadas à Responsabilidade Social interna poderão compreender inicialmente:

- Entender melhor o conceito de Responsabilidade Social e o que se aproxima da missão de sua empresa.

- Conhecer a realidade de outras empresas no que concerne a gestão interna de Responsabilidade Social e seus programas.

- A área de Recursos Humanos poderá conceber e implantar, por exemplo, um código de ética, incentivando o conhecimento e a disseminação dos valores da organização.

- Apoiar projetos internos de participação dos filhos de funcionários, tais como programas obrigatórios do governo como o "Jovem aprendiz" ou similares que incentivem a educação e formação profissional.

- Investir no recrutamento interno, proporcionado oportunidades de crescimento e desenvolvimento dos funcionários, formalizando a proibição de práticas de discriminação nos processos seletivos, de promoção e avaliação.

- Estabelecer formas de combate a situações de assédio moral e/ ou sexual.

- Conceber programas de apoio ao demissionário e buscar a adoção de critérios na hora da necessidade de demissão.

- Incluir a ética como conteúdo obrigatório na admissão e treinamento da empresa.

- Apoiar trabalho voluntário dos funcionários (a palavra é voluntariado e não obrigação!), estreitando as relações com a comunidade.

- Implantar um programa de cargos e salários.

- Oferecer plano de saúde que assista aos funcionários e seus dependentes.

- Investir na qualificação dos funcionários através de programas de treinamento, visando a sua maior qualificação e obtenção de escolaridade.

- Investir na segurança do trabalho, não somente em termos legais, mas efetivamente desenvolver uma preocupação genuína pela segurança das vidas dentro da empresa.

- Cuidar da qualidade de vida do funcionário dentro da empresa, o que certamente refletirá em sua vida externamente a empresa.

- Monitorar o clima organizacional, buscando perceber possíveis discrepâncias em sua gestão ou mesmo focos de insatisfação.

- Fazer valer as mesmas políticas no momento da contração de prestadores de serviços ou de terceirizados, permitindo que estes tenham acesso às mesmas condições de trabalho dos funcionários efetivos, impedindo que haja um clima de discriminação ou sentimento de menos valia.

- Incentivar a realização de um diagnóstico de Responsabilidade Social através da formação de comitês, elaborando planos de ação a partir deste resultado.

Sendo assim, podemos entender que a essência da Responsabilidade Social para a área de Recursos Humanos é baseada na ética e no respeito pelo funcionário.

Uma empresa que cria um ambiente agradável de trabalho e valoriza seus recursos humanos é capaz de desenvolver um modelo de gestão integrado, onde as pessoas têm um papel decisivo no seu compromisso com relação à sociedade de uma maneira geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário