Páginas

terça-feira, julho 06, 2010

(continuação) Profissional tem que pensar em promoções e parcerias

É o caso de Carolina Prata, de 30 anos. Formada em comunicação visual com ênfase em marketing, a profissional criou, em outubro do ano passado, o blog "Rainha louca", onde escreve sobre moda. Cinco meses depois, a ferramenta - que recebe cerca de 2500 acessos por dia - abriu portas para que fosse contratada como gestora de Marketing Digital da Alfaias, rede de cama, mesa e banho.

- Descobri, na entrevista, que o recrutador acompanhava o meu blog e o Twitter. Isso foi determinante para que ele acreditasse no meu potencial. Acho que o segredo para ser relevante na rede é escrever sobre o que você gosta, mas fazendo uma ponte com o seu universo particular, pessoal - diz ela, desde 2002 trabalha com internet.

Mais do que alimentar e monitorar as redes, o profissional da área tem que pensar em promoções e parcerias para aumentar a penetração da marca na internet. Atribuições que, para o jornalista Hélio Basso, de 37 anos, sócio-diretor de Operações da agência ideia s/a - especializada em mídias sociais, não é qualquer um que consegue desempenhar. o profissional acredita que, para contratar um novo funcionário, observar apeasn se ele tem intimidade com as redes sociais não é suficiente.

- A experiência é muito importante. A pessoa tem que entender de economia de escala, cadeia de valor e comportamento de consumo, por exemplo. Com exceções, o garoto que está interagindo no Orkut agora não é esse profissional. Pelo menos ainda - diz Basso, ressaltando que não basta crescer na carreira.

- Isso significa que candidatos que já trabalharam de alguma forma com monitoramento e gestão de marcas, SAC, reversão de crise, produção de conteúdo e gestão de estratégias de relacionamento para produtos e serviços largam na frente.

Formado em marketing, Daniel Wakswafer, de 25 anos, nunca tinha trabalhado com internet até janeiro de 2008 - quando entrou como trainee na AmBev, mas se interessava pelo assunto. Após passar pelo setor de vendas e marketing, foi promovido como gerente de Novas Mìdias.

- Ser usuário de redes sociais e saber mexer nas ferramentas é um requisito óbvio. Fundamental mesmo é conhecer a cultura da empresa e entender que cada rede tem um posicionamento diferente. O profissional tem que respeitar as diferenças entre os canais e entender que ele é a cara e os ouvidos da marca na internet. Para isso, é preciso respeitar opiniões difetentes e entender críticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário