Páginas

domingo, novembro 21, 2010

Livro: Meu pai fala cada m*rda / Justin Halpern

Siga o twitter do livro: www.twitter.com/meupaifalacadam
 
"A pior coisa que você pode ser é mentiroso. Tá, tudo bem, a pior coisa que você pode ser é nazista, mas a segunda pior é mentiroso. Nazista, um; mentiroso, dois."

"Aquela mulher era sexy... Muita areia para o seu caminhãozinho? Filho, deixe que as mulheres descubram por que não querem transar com você. Não faça isso por elas."

Aos 28 anos, depois de ser dispensado pela namorada, Justin Halpern volta a morar com o pai, Sam Halpern, de 73 anos. Na infância, Justin morria de medo dele, tão mal-humorado, direto e desbocado que beirava a grossura.

Agora, já adulto, ele passa a admirar a mistura de franqueza e insanidade que caracteriza os comentários e a personalidade do pai, que considera "sábio como Sócrates e até mesmo profético".

Disposto a registrar a sabedoria contida nas tiradas de Sam, Justin cria uma página no Twitter para reunir suas frases malucas e observações ridículas. Em pouco tempo, os devaneios filosóficos do médico aposentado conquistam mais de um milhão de seguidores.

O fenômeno da internet dá origem a um dos livros mais engraçados dos últimos tempos. Tomando como base as pérolas do pai, o filho recria com brilhantismo as memórias da infância e da juventude.

Extremamente divertido e inspirador, Meu pai fala cada m*rda traça um retrato profundo da relação pai e filho e aborda os grandes temas da vida: medo, amigos, estudo, namoro, esporte, família. Uma lição de integridade, amizade e amor. Sem papas na língua. Quando leva um fora da namorada e volta a morar na casa dos pais, aos 28 anos, Justin Halpern percebe que seu pai, Sam, não mudou nada. Aos 73 anos, o médico aposentado continua a dizer tudo o que pensa, sem medir as palavras. 

A grande diferença é que o filho passa a enxergá-lo com outros olhos e reconhece o valor e se "relacionar com o ser humano mais direto do planeta".

Justin, que escreve para um site e sonha ser roteirista, começa a usar algumas frases engraçadas do pai em seu programa de mensagens instantâneas. Depois, incentivado por amigos que consideram o Sr. Halpern uma figuraça, cria um perfil no Twitter com as tiradas malucas dele.

Em pouco tempo, consegue um sucesso inexplicável: contabiliza mais de um milhão de seguidores, é convidado a escrever este livro e a adaptar a página do Twitte para uma série de TV, estrelada por William Shatner no papel do velho rabugento.

Confira um pouco da sabedoria de Sam Halpern:

Sobre o primeiro dia no jardim de infância: "Você achou difícil? Se o jardim de infância foi difícil para você, tenho más notícias sobre o resto da sua vida."

Sobre espírito esportivo: "Você arremessou muito bem no jogo, é sério. Estou orgulhoso de você. Infelizmente, seu time é fraco... Não, você não pode ficar com raiva das pessoas porque elas são fracas. A vida vai ficar com raiva delas, não se preocupe."

Sobre fazer silêncio: "Só quero um pouco de silêncio... Meu Deus, isso não significa que não gosto de você! Significa apenas que, neste momento, gosto mais do silêncio."

Sobre amizade: "Você tem bons amigos. Gosto deles. Acho que eles não transariam com sua namorada, se você tivesse uma."

Sobre se meter em encrencas na escola: "Por que diabos você jogou uma bola na cara de alguém?... Bem, esse é um motivo bastante razoável. Não posso fazer nada para aplacar a irritação do seu professor, mas eu e você estamos entendidos."

Sobre festas de pijama: "Tem salgadinhos no armário e sorvete no congelador. Fiquem longe das facas e do fogo. Muito bem, já fiz minha parte. Agora, vou para a cama."

Sobre os exames de admissão para a universidade: "Lembre-se, é apenas um teste. Se você fracassar, isso não significa que você é um merda. Dito isso, tente não fracassar. Isso é importante."

Nenhum comentário:

Postar um comentário