Páginas

quarta-feira, novembro 24, 2010

Polícia do Rio entra em 17 favelas e prende 8

Em reação à onda de ataques feitos por bandidos, que incendiaram carros e atiraram contra soldados em todo o Estado, a Polícia Militar do Rio aumentou o efetivo nas ruas, com 1,2 mil policiais. A operação Fecha Quartel deslocou PMs lotados em serviços burocráticos e suspendeu as atividades administrativas.

Na manhã de ontem, foram realizadas operações em 17 favelas da região metropolitana. Oito pessoas foram presas, dois menores detidos e houve duas mortes. Ainda foram apreendidos três pistolas, um fuzil, duas granadas, 50 kg de maconha, 2.326 sacolés de cocaína e 901 pedras de crack.

O governador Sérgio Cabral solicitou ao ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o reforço da Polícia Rodoviária Federal. Barreto colocou a Força Nacional de Segurança à disposição.

O governo do Rio admite que os ataques são uma reação do crime organizado às Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs). Nas últimas 24 horas até o fechamento desta edição, foram seis ocorrências que podem fazer parte da onda de ataques.


Mais de 1,2 mil policiais foram às ruas 
em todo o Estado ontem- Destak

Nenhum comentário:

Postar um comentário