Páginas

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Ivete Sangalo comemora pré-venda de 300 mil CDs e DVDs de seu show no Madison Square Garden

Márcia Abos


SÃO PAULO - Ivete Sangalo chorou ao agradecer o diretor Alexandre Lins pelo resultado da pré-venda do CD e DVD com o registro do show da cantora em Nova York, no Madison Square Garden. Foram 300 mil unidades vendidas antes dos discos chegarem às lojas, em 7 de dezembro. 

Neste domingo, dia 5, às 21h30min, o Multishow apresenta parte da gravação do show. Em São Paulo, no hotel Unique para coletiva de imprensa de divulgação de seu novo trabalho, a cantora recebeu de José Éboli, presidente do Brasil de sua gravadora, a Universal, uma placa comemorando a marca, que aproxima o álbum de Ivete do posto de mais vendido no ano. 

- É uma marca positiva para nosso clima fonográfico - comemorou Ivete. Depois do Carnaval, Ivete promete apresentar o mesmo show no Brasil em pelo menos 20 capitais. 

- Onde não houver condições, levaremos uma versão com menos efeitos especiais. Mas o repertório será o mesmo - garantiu. 

O figurino usado em Nova York estará incluído no pacote, apesar das críticas. Questionada se os trajes usados foram inspirados em uma mistura de Carlinhos Brown e Lady Gaga, Ivete entendeu a ironia, mas preferiu brincar com a provocação: 

- Você quis dizer que o figurino é exótico, é isso? Nada a ver com Lady Di? - respondeu entre risos. 

Se as críticas ao figurino foram negativas, Ivete comemorou as resenhas internacionais que observaram que a cantora baiana não usa play back ou outros recursos tecnológicos para disfarçar imperfeições vocais. 

- É uma questão de brio mesmo. Acredito em todos os artifícios que possam me ajudar como pessoa pública, mas sou uma cantora e não admito usar esse tipo de tecnologia de ajuda, de reparação. 

Para Ivete, o show no Madison Square Garden é um cartão de visitas para sua carreira internacional, cujo foco será o mercado latino. Mas a cantora avisou que não está disposta a fazer concessões para vencer além das fronteiras do Brasil. 

- Só sou produto na hora que a gravadora vai vender. Comigo mesma sou eu. E vou fazer uma carreira internacional sendo verdadeira. 

Ao final da coletiva, Ivete falou do filho Marcelo, de 1 ano. Contou que ele a reconhece na TV e em fotos de anúncios nas ruas. 

- Quando ele tiver uns 17 anos e quiser sair sozinho com os amigos, vou dizer: "vamos ficar em casa, ver o DVD da mamãe. Peço a pizza".

Nenhum comentário:

Postar um comentário