Páginas

segunda-feira, agosto 01, 2011

Nesse Dia do Orgasmo, 31 de julho, descubra o que ele faz para a sua saúde

Você sabe tudo sobre o orgasmo? Por Carolina Gonçalves

Seu resultado:
você respondeu corretamente 7 das 8 questões

Nesse Dia do Orgasmo, 31 de julho, descubra o que ele faz para a sua saúde
 
  • 1) O orgasmo é igual para todas as mulheres?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: b) Não

    Nota: "Cada mulher é genuína na hora do prazer", diz Mônica Lopes. De acordo com os especialistas, a intensidade das sensações pode variar de pessoa para pessoa e até mesmo na mesma pessoa, de orgasmo para orgasmo. Ele pode variar dependendo de boas preliminares, do estado emocional da mulher e até da fase da vida em que se encontra. "A plenitude sexual das mulheres acontece entre 30 e 45 anos e com o tempo, algumas mudanças estruturais, como a queda hormonal, interferem no desejo", completa. 

  • 2) Existe ejaculação feminina?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: a) Sim, é cientificamente comprovado.

    Nota: A ejaculação feminina é mencionada em muitos textos Taoistas desde o século IV DC. Atualmente, um trabalho no The Journal of Sexual Medicine investigou se era urina o líquido que sai da uretra durante a suposta ejaculação feminina e concluiu que além de não ser urina, também não era o líquido da lubrificação. "Ou seja, as pesquisas revelaram que a ejaculação feminina é um fenômeno incomum, porem fisiológico", diz Mônica Lopes. 

  • 3) Existem remédios que fazem a mulher ter mais orgasmos?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: b) Não

    Nota: "Não existe nenhum remédio específico que faça a mulher ter um orgasmo", diz o especialista Nelson Gonçalves. Ele afirma, porém, que existem hormônios e outros remédios que ajudam algumas mulheres a ter um orgasmo mais facilmente. 

    "Mas eles devem usados apenas por mulheres que tem carência em alguma substância inibidora do orgasmo, como a serotonina", diz. O ideal, portanto, é procurar um ginecologista antes de qualquer coisa. 

  • 4) Os chamados orgasmos múltiplos existem de verdade?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: a) Sim

    Nota: O orgasmo múltiplo é um fenômeno pouco frequente e se caracteriza por uma sequência de orgasmos. Os especialistas afirmam que nem todas as mulheres conseguem ter orgasmos múltiplos e que esse fenômeno é mais comum em mulheres que são muito estimuladas e têm uma tendência a gostar e se entregar mais ao sexo. Porém, ambas as condições - ter ou não orgasmos múltiplos - são absolutamente normais e saudáveis. 

  • 5) A mulher precisa ter um orgasmo em todas as relações sexuais?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: b) Não, isso não é uma regra

    Nota: "O que a mulher sempre precisa é relaxar e curtir a relação sexual junto ao seu parceiro (a). Se o orgasmo vier, ótimo. Se não, virá numa próxima vez", afirma Mônica Lopes. "Ruim são as cobranças e as falsas associações entre o prazer e o orgasmo", completa. 

  • 6) Algumas doenças podem tirar o apetite sexual?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: a) Sim

    Nota: "Toda a doença aguda ou crônica pode tirar o apetite sexual", revela Nelson Gonçalves. Ele afirma que, se as doenças não forem controladas com medicamento ou outro tipo de tratamento, podem interferir diretamente na libido. Entre as principais doenças inibidoras do apetite sexual estão ansiedade, depressão, fadiga, diabetes e distúrbios hormonais. 

  • 7) A adoção de hábitos saudáveis pode interferir na libido?
    Ops, você errou esta pergunta
    Sua resposta: b) Não
    Resposta correta: a) Sim

    Nota: Estresse, depressão, mudanças de humor, maus hábitos alimentares, má qualidade do sono e falta de exercícios físicos são fatores que podem alterar o orgasmo. 

    Uma pesquisa publicada no The Journal of Sexual Medicine, feita com mais de 5000 pessoas, mostrou que 78% dos homens e 91% das mulheres sem hábitos de vida saudáveis não possuíam parceiro sexual.

    Isso deixa claro que existe também a relação contrária - pessoas que têm um parceiro sexual sentem mais vontade de se cuidar. 

  • 8) Masturbação é uma atividade saudável?
    Parabéns, você acertou esta pergunta
    Resposta correta: a) Sim

    Nota: Ambos os especialistas apontam que a masturbação traz inúmeros benefícios à saúde, como alívio das tensões sexuais, conscientização corporal - que pode influenciar em uma melhor qualidade sexual com o parceiro(a) -, redução do estresse e até melhora da qualidade do sono.

    "Porém, ainda existem muitas pessoas aprisionadas na ideia de que a masturbação é suja ou pecaminosa", diz Mônica Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário