Páginas

segunda-feira, setembro 26, 2011

Especialistas alertam para os riscos da maternidade tardia e pedem limites para a getação acima dos 50

Gravidez de carioca aos 61 anos gera polêmica 
- Antônio Marinho

Aos 90 anos, Sarah, mulher de Abraão, deu à luz Isaac, amamentou-o por cinco anos, teve muito tempo para ser mãe e morreu aos 127 anos. Milagres como esses, antes só relatados na Bíblia, começam a acontecer no Brasil. E isto por causa das técnicas modernas de inseminação artificial. 

Um exemplo é o caso da carioca I... Aos 61 anos, ela dará à luz em novembro seu primeiro bebê. Como foi possível? Ela recebeu o implante de óvulo doado, fertilizado em laboratório com o sêmen de seu marido, de 38 anos. Ela não quer revelar seu nome porque sua gravidez causa estranhamento.

Para quem pensa que o caso de I...é exceção, basta lembrar de outras mulheres que engravidaram depois dos 50. No último dia 9, a mineira Janete, de 52 anos, foi mãe pela primeira vez. Casada há 23 anos com Ìtalo, de 88 anos - já bisavô -, ela deu à luz um casal de gêmeos em Belo Horizonte. Também este ano, no dia 15 de agosto, a atriz Solange Couto, casada com Jamerson Andrade, de 24 anos, teve seu terceiro filho, aos 55 anos. 

Histórias como as de I., Janete e Solange trazem de volta a polêmica sobre qual é o limite de idade para engravidar. As chances de engravidar naturalmente são baixas acima de 40 anos, mesmo com ajuda de reprodução assistida. I, soube na primeira consulta médica que só conseguiria engravidar com óvulo de doadora.

Eu já estava na menopausa e fazia reposição hormonal. Ou aceitava óvulo doado ou nada. Meu marido queria ser pai. Eu também queria ser mãe. Sempre me cuidei, tenho ótima saúde, nunca fumei, não bebo e fiz dança durante anos. Passei por rigorosa avaliação clínica. 

Deu certo na segunda tentativa com óvulos da mesma doadora - conta I, que não pretende revelar à futura filha que ela nasceu de um óvulo doado. As características da doadora, que por contrato não posso saber quem é, são similares às minhas. Eu gerei o bebê, sou a mãe de fato.

I. conta que as pessoas ficam mais preocupadas do que ela quando descobrem a sua gravidez - revelada só à família e a poucos amigos. Ela brinca: A minha avó, na idade que estou, andava de cadeira de rodas. Hoje, uma mulher aos 60 anos, quando se cuida, está em plena forma, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário