Páginas

terça-feira, setembro 06, 2011

ESPERANÇA CONTRA ESQUIZOFRENIA

CIENTISTAS DA UFRJ RECRIAM CÉLULAS E ACELERAM BUSCA DE TRATAMENTO EFICAZ - RENATO GRANDELLE

Uma pesquisa inédita no mundo, coordenada pelo Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ, conseguiu reprogramar células da pele de pacientes esquizofrênicos e transformá-las em neurônios. Esses neurônios foram usados para identificar características bioquímicas da esquizofrenia. E, num passo adiante, os pesquisadores puderam consertar as falhas nos neurônios, fazendo com que trabalhassem como os de uma pessoa sem a doença.

Feito exclusivamente com tecnologia nacional, o trabalho uniu cientistas da UFRJ, UFRGS, USP e Instituto Nacional do Câncer (Inca), e foi aceito para publicação pela revista "Cell Transplantation". Sua primeira apresentação será esta manhã, na Academia Brasileira de Ciências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário