Páginas

segunda-feira, dezembro 05, 2011

Excesso de gordura corporal e ansiedade:: Conceição Trucom

Vamos falar de excesso de gordura corporal?  E percebam que não falei obesidade, mas excesso de gordura corporal. É diferente não é mesmo?

Muitas pessoas nem são gordinhas, mas têm excessos e muito mal localizados. Outras têm excesso generalizado de peso e, neste caso, estamos falando de obesidade mesmo. Mas não importa, excesso de gordura corporal, seja ele localizado ou generalizado, sempre será um excesso, um lastro, uma âncora, um peso desnecessário, uma prisão da liberdade de movimentos, da espontaneidade, um centro de acúmulo de venenos e toxinas. Onde tem excesso de gordura corporal não circula bem nem os líquidos (que nutrem e limpam), nem o oxigênio, nem a vida. Peso morto!

Excesso de gordura corporal pode ser considerado como um esconderijo, ou um tiro no pé, um engano. Excesso no abdome revela sapos engolidos e não digeridos. Comunicação em risco! Por quê? Não escuto bem (o que entra) o que o universo me comunica, não me expresso bem (o que sai), não me faço entender.

Excesso no quadril revelam prisões com a sexualidade. O engraçado é que quanto mais fugimos da nossa sexualidade, mais carnuda ficamos. Mais objetos nos tornamos... Que sabotagem!

Excesso na mama, revela generosidade confusa. Super mãezonas, super-protetoras, cuidando de todos e esquecendo de si mesma!

E no meio de tantos enganos assim vamos com nossos excessos, nossos medos de sair do esconderijo. É verdade, ou não é?

E o pior! O excesso de peso prejudica não só a nossa aparência e liberdade de crescer, como também a saúde em todos os níveis.

Muitas vezes, este distúrbio tem origem em um desequilíbrio emocional como ansiedade, mágoa, ansiedade, tristeza, raiva, ódio, ansiedade, frustração, carência afetiva, culpa, ansiedade, auto-estima baixa, estresse e medos do futuro, que desgastam energicamente o organismo, deixando-o suscetível a mais desequilíbrios, distúrbios e doenças. É, foi proposital mesmo.


A ansiedade acontece porque tentamos fazer as coisas sem ciência, sem conhecimento, ou seja, no achômetro.

Conclusão: medo do futuro, porque a alma não sente fé, não sente força, não sente poder. Daí vem o medo de não dar certo, vem a sensação de culpa, porque sabemos que poderíamos fazer melhor, mas não fizemos.

Por quê? Preguiça de fazer direito. De ler, de se informar, de estudar, de perguntar e por aí vamos.

O ignorar gera ignorância e perdas. Perda de serenidade, de visão, de audição, de percepção, de sucesso, de luz de crescimento.

Ou seja, precisamos estar sempre lendo, estudando, nos informando, aprendendo. Mas, quem está intoxicado por demais não consegue fazer isso. Não entra nada. É tanta toxina, tanta quinquilharia armazenada que não tem espaço para o novo.


Mas aqui vem uma boa notícia: você pode detonar seus esconderijos e medos e ir eliminando estes muros e quinquilharias através de 2 técnicas, não agressivas, não invasivas, que considero FANTÁSTICAS: a Alimentação Desintoxicante e a Aromaterapia.

A prática da Alimentação Desintoxicante é indispensável para trazer equilíbrio emocional, serenidade e, em paralelo, perder excesso de gordura corporal. Estou falando de perda mesmo, porque a Alimentação Desintoxicante é um trabalho de desapego. Deixar sair.

Dar a descarga e se despedir. Um desapego consciente. Realizado com um entendimento e uma cumplicidade para com os órgãos excretores, com o seu corpo.
E precisa ser assim, porque para a perda ser definitiva, ela deve vir com uma expansão de consciência, com uma conquista de equilíbrio emocional. E, neste caso a aromaterapia pode ser uma fortíssima aliada.


Se o emocional está desequilibrado, dá-lhe pensamentos destrutivos, sabotadores, que nos levam para as atitudes instáveis como a compulsão.

- Quero, mas não consigo! É muito difícil.
- Desisto, não quero mais. É demais para mim.
- Faço hoje e amanhã não faço mais. Não consigo ter disciplina.

São pensamentos desequilibrados que geram resultados desequilibrados, ou seja, insatisfatórios. Nestes momentos não somos donos de nosso destino, mas uma pessoa adormecida, sedada pelos desejos compulsivos, logicamente destrutivos.

O que precisa mudar? Se você não sabe ou tem forças para fiscalizar seus sentimentos (sentir que está ligado ao emocional + mente que está ligado ao mental) e torná-los em sintonia com o seu coração, com o seu crescimento, está mais que na hora de você buscar recursos para aprender a domá-los, para despertar desta sedação.

E este segundo recurso, que nos ajuda a domar nossos desequilíbrios é a aromaterapia.

Os óleos essenciais (OEs) extraídos da casca das frutas cítricas, são usados na aromaterapia para equilibrar o emocional, instalando uma energia de positivismo, alegria e bom astral. Além disso eles cuidam da saúde, assim como da beleza de todos os corpos. Eles podem também atuar em conjunto com outros óleos essenciais para gerar uma sinergia e potencializar o tratamento.

Estes aromas quando inalados, chegam rapidamente ao cérebro, que passa a liberar substâncias de efeito sedativo, relaxante, equilibrante ou estimulante. 
 
Em contato com a pele, por conta da rápida penetração dos monoterpenos destes óleos cítricos, são capazes de estimular o metabolismo, ativar a circulação sangüínea e a desintoxicação local, como também fortalecer o sistema imunológico, efeitos no físico que funcionam como coadjuvante nos tratamentos psico-emocionais.

E mais, o OE do limão é antidepressivo, porque estimula estados emocionais de alegria e positivismo, tratando a preguiça, a tristeza, a melancolia e a depressão.
Vamos então às receitas? À prática?


Para tratar a ansiedade e indiretamente o excesso de gordura corporal: Preparar uma sinergia misturando os seguintes óleos essenciais: 50 gts de OE de limão, 50 gts de OE de laranja e 50 gts de OE de lavanda. Colocar num frasco escuro com tampa dosadora ou conta-gotas. Pingar 2 gotas desta mistura num lenço e cheirar procurando respirar num ritmo de aprofundamento e relaxamento. 
 
Busque a serenidade com a cumplicidade destes óleos essenciais. Usar durante o dia nos momentos em que sentir que pode sair dos trilhos e à noite antes de dormir pingar 2 gotas em seu travesseiro.

Suco desintoxicante verde equilibrante: Passar pela centrífuga 2 limões descascados, porém deixando aquela entrecasca branca, 1 maçã, 1 inhame cru e 1 xícara de folhas e talos de hortelã. Diluir com um pouco de água e servir imediatamente. Tomar em jejum e quando sentir que a ansiedade está chegando.

Texto extraído e adaptado dos livros Alimentação Desintoxicante e O Poder de Cura do Limão – Editora Alaúde. Reprodução permitida desde que citada a fonte. Para adquirir qualquer um dos óleos acima citados: Performance: 11 5591.7000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário