Páginas

quinta-feira, maio 03, 2012

Transforme a dieta num aprendizado de estilo de vida

Emagrecer é ensinar o organismo a se alimentar de uma maneira saudável



O “efeito sanfona”, tão conhecido dos gordos, é também presença constante na obesidade pós-maternidade e/ou obesidade pós-gravidez. Bebê em casa, afazeres multiplicados, geladeira vazia por absoluta desorganização interna e externa levam à obesidade. 
 
Como diz Lula Vieira, efeito sanfona “é aquele efeito de emagrece/engorda, engorda/emagrece, estufa/encolhe, encolhe/estufa, parecendo haver um Luiz Gonzaga tocando o tempo inteiro 'Asa Branca nos bastidores do seu corpo'” - engordando as mamães…

A compulsão alimentar é a grande vilã da obesidade! E o horário mais perigoso para esta desordem alimentar costuma ser depois das 18 horas, depois do trabalho ou depois que as crianças estão acomodadas. É o horário mais propício para que a pessoa entre em contato com suas demandas internas.

É importante entender o processo emocional que leva à compulsão

Durante o processo de emagrecimento é necessário estar atento à necessidade de  introduzirmos estímulos novos. Estes podem, por exemplo, voltar-se para a possibilidade de entrar em contato com as boas sensações que os sentidos da visão, do olfato ou do tato podem proporcionar. 
 
O prazer experimentado pelo tato na elaboração de um alimento, por exemplo, pode substituir o prazer que o paladar sempre ocupa. Mas com certeza, sem esquecer de trilhar o caminho psíquico das verdadeiras questões que levaram à compulsão e à repetição desse comportamento, debruçando-se sobre o processo emocional do paciente...

É menos difícil do que parece se alimentar com qualidade. Nossas escolhas são fruto de nossa cultura, mas gozamos do livre arbítrio. 
 
Podemos rever nossas posições, buscando uma melhor organização emocional, nos reposicionando diante daquilo que não nos é favorável. Fazemos melhor essa troca quando contamos com bom suporte profissional.

'Reaprendizagem alimentar' requer mudança de hábitos comportamento

À necessidade de determinadas mudanças alimentares eu gosto de chamar de “reaprendizagem alimentar” porque não parto do pressuposto de que o gordo seja um mal educado.  
 
A reaprendizagem alimentar é o principal objetivo de quem realmente quer emagrecer, e se manter saudável. 
 
Esta tarefa envolve, além de um plano alimentar flexível e balanceado em relação à quantidade de calorias e nutrientes, mudanças efetivas quanto aos hábitos e comportamentos que dificultam a perda de peso. 
 
Significa muito mais do que aprender o que engorda e o que emagrece: é antes de tudo, ensinar o organismo a se alimentar de uma maneira saudável. Dessa forma, o que poderia ser uma dieta de sacrifício e restrições, pode se tornar o aprendizado de um estilo de vida mais saudável, e que por isso mesmo deve se repetir diariamente, automaticamente.  
 
E acreditar que é possível emagrecer precisa estar atrelado ao estabelecimento de metas alcançáveis para que se confirme que: “a perda de peso é um ganho de saúde!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário