Páginas

segunda-feira, agosto 13, 2012

Se quer vender mais compre um iPad


 http://vendamelhor.org/wp/


Começo por dizer que este artigo não é uma publicidade ou defesa dos equipamentos da Apple. Estou a falar especificamente do iPad porque tenho um e ele é uma grande ajuda na minha atividade comercial.

Verdade suprema, sempre que uma empresa contrata um vendedor, nos dias de hoje, os únicos itens de tecnologia que a empresa coloca ao dispor de um vendedor continuam a ser o computador portátil (as vezes) e um telefone (não. Não estou a falar de um smartphone). 

Mas se uma empresa quer MESMO que os seus vendedores produzam mais e vendam mais, deveriam seriamente ler este artigo e pensar em adicionar a lista de equipamentos de base um iPad. Porque? Vamos ver isso nas linhas abaixo.

Independente da aplicação o fato de ter acessível a toda base de dados de contatos, o acesso à conta de email, lista de telefones e ao próprio CRM da empresa a partir de uma simples e funcional plataforma como o iPad é algo fantástico e muito simples de ser utilizado.

Se quer fazer os números, atualize-se

Quando um vendedor está na rua a fazer visitas a potenciais clientes, o fato de ter acessível a sua base de contatos pode fazer com que não perca tempo em verificar coisas como o historial de compras do próximo cliente, qual a próxima visita, ou mesmo consultar todo o histórico de visitas que um determinado cliente já teve no passado. 

Provavelmente estará a pensar que isso já era possível com a tão conhecida e antiga agenda de papel. Mas o mundo mudou, as informações mudam todos os dias. O poder de ter um equipamento como o iPad faz toda a diferença quando se quer ter uma atualização imediata sobre tudo o que diga respeito ao cliente que vamos visitar a seguir. Informação nos dias de hoje significa resultados positivos nas vendas.

Quando a informação ajuda os dois lados da negociação

As organizações cada vez mais procuram ter melhores ferramentas de CRM. Também é certo que alguns vendedores detestam estas ferramentas, pois acham que o fato de inserir tudo o que sabem sobre um determinado cliente o deixará exposto a qualquer outra pessoa poder fechar um negócio com o SEU cliente.

Um exemplo na primeira pessoa

Na empresa onde trabalho, desde 2007 que temos uma aplicação de CRM a funcionar. Faço e também tenho constantemente insistido para toda a equipa de vendas atualizar toda a informação possível no CRM. 

E isso já trouxe vários resultados positivos por termos acesso ao histórico e dissabores por estarmos a ligar para um cliente a pensar que era a primeira vez e o mesmo já tinha sido contactado pelo menos por outros dois vendedores nossos. 

Tal como acontece em todas as empresas as pessoas entram e saem. Mas os clientes pertencem as empresas. E toda a informação que um vendedor tenha sobre um determinado cliente DEVE ser da posse da empresa para a qual trabalha.

Agora imagine-se na frente de um potencial cliente a discutir vários pontos onde a sua empresa pode ajudar a melhorar o negócio do seu potencial cliente. Com a utilização de um equipamento como o iPad poderá estar a introduzir toda a informação que o seu potencial cliente lhe passa diretamente na aplicação de CRM, e até no final da reunião, ali mesmo, produzir a proposta e enviar-lhe por email. Fantástico não acha? Pois fique a saber que EU já fiz isso com o meu iPad.

Mais ainda, consegui ali mesmo saber todas as propostas que a empresa já tinha apresentado, quem tinham sido os vendedores que o atenderam no passado e quais foram os resultados das reuniões anteriores com ele. 

Isso permitiu-me que não cometesse um dos erros mais comuns na atividade de vendas que é estar a fazer perguntas redundantes. Se outros vendedores que o visitaram já lhe fizeram as perguntas de praxe, basta eu somente ir ao histórico do CRM e verificar o que foi respondido por ele e assim não ser mais um dos “vendedores chatos” que fazem sempre as mesmas perguntas que o anterior.

OK, mas um computador portátil faz o mesmo

Claro que sim. É perfeitamente possível fazer tudo o que escrevi acima num portátil, somente com uma diferença: enquanto num computador portátil você terá que esperar que o mesmo inicie (e todos sabemos bem quanto tempo leva um portátil com Windows a arrancar), que consigamos que a placa wireless ou mesmo a ligação de banda larga faça a ligação poderemos, no mínimo, levar uns 10 minutos. 

Isso é claro se o computador for recente e a duração da bateria consiga aguentar o tempo que uma reunião durar. Isso tudo faz com que o potencial cliente que está a nossa frente disperse completamente a atenção do assunto e provavelmente do que temos para vender.

Quando temos um iPad nas mãos, não nos temos que nos preocupar com a ligação wireless ou mesmo a ligação de banda larga. Já está ligado. Basta carregar no botão redondo para ele ligar-se, conectarmos a aplicação que precisamos e além disso, a duração da bateria é no mínimo 3 a 4 vezes superior a de qualquer portátil existente no mercado.

O iPad é sem dúvida nenhuma a melhor ferramenta que conheço para produzir os resultados reais que as empresas procuram. Por isso volto a repetir que todas as empresas devem disponibilizar iPad aos seus vendedores para conseguirem criar (mais), gerir (melhor) e manter (vivo) relacionamentos fortes com seus clientes.

Pense nisso e boas vendas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário