Páginas

domingo, janeiro 05, 2014

Para que o novo possa nos surpreender por Rubia A. Dantés

Podemos perceber pelo que anda acontecendo no nosso planeta... que estamos em um final de ciclo... e está tudo muito acelerado. As notícias sobre o derretimento do gelo nas regiões polares, de forma muito mais rápida que o previsto e, muitos outros fenômenos, nos mostram claramente que estamos passando por transformações intensas que indicam o final de um ciclo e o início de outro.

A Terra se transforma de forma rápida e isso reflete o que se passa também dentro de cada um de nós...

Se pensarmos em resolver os problemas que se apresentam em nosso planeta e dentro de nós, guiados pelas memórias do que já vivemos e passamos, do que é conhecido, vamos perder um tempo enorme buscando soluções... onde elas não podem ser encontradas.

Acredito que... ao mesmo tempo em que estamos passando por problemas muito novos, também estamos recebendo soluções igualmente novas... novas ferramentas que podem resolver as dificuldades desse tempo... de forma mais rápida e simples.
Mas, para isso é preciso abrir mão do velho... e de tudo que nos prende e limita.

Tive um sonho, que me mostrou como muitas vezes acreditamos que as coisas só podem ser solucionadas de determinada forma... mas... quando desistimos desse caminho, podemos receber soluções inesperadas. .. e muito mais simples.

Sonhei que estava lavando as peças de um liquidificador estragado da minha mãe, e o técnico viria consertá-lo no dia seguinte. O técnico se chamava Renato. Eram muitas peças... tubos de ensaio de vidro... outras peças também de vidro.... Era um liquidificador muito complicado com muitas peças. Lavo tudo e deixo em cima de uma mesa para no dia seguinte entregar ao técnico.

No dia seguinte, quando vou pegar as peças na mesa, vejo que estão faltando duas... o tubo de ensaio e uma outra de formato alongado... também de vidro, como se fosse um tubo de ensaio grande com tampa. Procuro essas peças e não as encontro... abro gavetas cheias de coisas antigas, armários... procuro em vários lugares e nada... até que uma mulher fala que ela guardou as peças, mas... não se lembra onde.

Passamos a procurar juntas, abrimos gavetas cheias de entulho, de objetos velhos e nada das peças... Abrimos armários com muitas coisas antigas que eu nem sabia que tinha... parece impossível encontrar qualquer coisa ali no meio de tantas coisas guardadas...
Não encontramos as peças, sem as quais o liguidificador não poderia ser consertado.

O tempo vai passando e eu fico preocupada com o técnico que já chegou e sei que o custo dele é muito alto. Até que desisto de encontrar as peças e dispenso o técnico.

Quando desisto de procurar me vejo caminhando com minha mãe, meu irmão e uma outra pessoa, que não conheço... e essa pessoa nos fala que tem um liquidificador equivalente àquele... só que mais moderno e custa R$ 60 em uma loja... e estamos passando justamente na frente dela. É tão barato que demoro a acreditar... muito mais barato do que o conserto... Entro na loja e peço o liquidificador.

O nome Renato veio também em outra experiência. E além disso, tive um sonho no qual estava com uma amiga querida chamada Renata... Entendo que isso acena para a possibilidade de um renascimento. .. mas que para isso aconteça tenho que abrir mão das velhas fórmulas e ideias que limitam as soluções dos problemas a caminhos antigos.

Acredito que, por pior que as coisas no nosso planeta e ao nosso redor possam parecer, sempre temos disponíveis soluções novas que se manifestam quando entregamos o controle à nossa parte Divina...

Acredito que, quando desistimos de resolver as coisas com nossos recursos conhecidos, o Universo pode manifestar suas soluções de forma rápida e muito mais simples... e sinto que nesses tempos nos é pedido mais soltura... desapego ao conhecido... para que o novo possa chegar e nos surpreender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário